M. Dias Branco conquista Classificação A List no CDP Clima 2023 (Disclosure Insight Action)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Com base nos dados relatados por meio do questionário sobre Mudanças Climáticas de 2023 do CDP, a M. Dias Branco figura entre um seleto número de companhias que alcançou uma nota ‘A’ no ranking A List, do CDP Clima (Disclosure Insight Action), entre mais de 21.000 empresas avaliadas, de acordo com divulgação realizada hoje (6) pela própria organização sem fins lucrativos.

O CDP é uma organização global de reporte, das iniciativas para gestão estratégica de mudanças climáticas, que aborda várias categorias entre elas a gestão dos riscos e oportunidades, e as iniciativas de redução das emissões de gases do efeito estufa. Por meio de uma metodologia detalhada e independente, o CDP avalia empresas, atribuindo uma pontuação de A a D, com base na abrangência da divulgação, consciencialização e gestão dos riscos ambientais e demonstração de melhores práticas associadas à liderança ambiental, como a definição de metas ambiciosas e significativas.

Com a maior base de dados ambientais do mundo, o CPD norteia decisões de investimento e aquisição no sentido de uma economia com zero emissões de carbono, sustentável e resiliente.

“Estamos honrados por termos conquistado a colocação na A List do CDP por nossa liderança em transparência ambiental. As empresas têm um papel crucial na condução de ações transformadoras sobre o clima e a natureza. A divulgação é um primeiro passo essencial para uma ação ambiental eficaz e para tomar medidas urgentes com relação ao tema. Esperamos encorajar outras empresas a fazerem o mesmo e seguir tratando do assunto como tema relevante dentro da Agenda Estratégica de Sustentabilidade”, explica Daniella Pessoa, Gerente de Estratégia Climática e Ambiental da M. Dias Branco.

Cultura de Sustentabilidade

Como forma de fortalecer os aspectos ESG da companhia e contribuir de forma significativa com o meio ambiente, a M. Dias Branco revisitou, em 2022, sua Agenda Estratégica de Sustentabilidade, criando metas ambiciosas até 2030. Os novos objetivos contemplam 15 temas prioritários com um conjunto de 18 metas públicas, com base nos três pilares que representam o ESG – Cuidar do planeta (E), Acreditar nas pessoas (S) e Fortalecer alianças (G). O intitulado “Nossos Compromissos 2030” foi embasado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

Algumas das metas incluem utilizar 90% de energia renovável em suas operações, uso de materiais plásticos recicláveis, compostáveis e/ou biodegradáveis em 100% das embalagens plásticas e reduzir a zero a quantidade de resíduos enviados para aterros em todas as suas operações.

Nosso processo de Análise de Materialidade considerou os 17 ODS, levando em conta as metas do Brasil na Agenda 2030 da ONU. Para alcançarmos as metas, adotamos uma governança corporativa que viabiliza o desdobramento das metas e engaja seus stakeholders, por meio da criação de Grupos de Trabalho (GT). Desta forma, os grupos conseguem canalizar seus esforços em temas específicos”, conta a executiva. “Como líderes de mercado, sabemos de nossa importância em seguir de exemplo e promover abordagens abrangentes sobre questões econômicas, sociais e ambientais”, finaliza.