Blog

25/03/2021 publicado por: Danielle Serra

Em meio à pandemia, M. Dias Branco doa 329,5 toneladas de alimentos em janeiro

Por meio de algumas de suas principais marcas, a companhia doou o equivalente a R$ 2.267.798 em produtos em diversos estados do Brasil

O período de pandemia tem impactado a economia e a renda de muitas famílias brasileiras. Ciente desse contexto, a M. Dias Branco, maior fabricante de massas e biscoitos do Brasil, tem dado continuidade ao movimento de doações expressivas, principalmente de alimentos, iniciado em 2020.

Em janeiro, a M. Dias Branco doou ao todo 329,5 toneladas de alimentos, que equivalem a mais de R$ 2 milhões em produtos no mês de janeiro. “Temos priorizado as comunidades do entorno de nossas 15 unidades e centros de distribuição em todo o Brasil. As doações refletem o compromisso contínuo da M. Dias Branco com questões sociais”, afirma Aled Parry, Gerente de Sustentabilidade da companhia.

Ao longo de 2020, a M. Dias Branco doou mais de R$ 17 milhões em produtos, equivalentes a 3.278 toneladas de alimentos, que beneficiaram 150 instituições diferentes de 17 estados brasileiros. “Buscamos direcionar as doações para instituições reconhecidas pelo seu trabalho relevante com populações carentes. A distribuição dos alimentos fortalece a atuação dessas instituições, especialmente nesse momento da pandemia, que deixa as populações ainda mais vulneráveis”, complementa Parry.

Como exemplo, o SESC, a Casa da Esperança e a Associação Boa Nova, em Pernambuco, receberam 74,1 toneladas de alimentos, principalmente da marca Vitarella, líder em vendas de biscoitos e massas no Brasil, equivalente a R$ 378.475,45. A marca também esteve presente na Bahia, colaborando com a Associação Bom Samaritano e com a Associação Obras Irmã Dulce, ao doar 44,5 toneladas de alimentos, que somaram R$ 318.282,19.

Já no Ceará, as doações ao SESC e à Associação Comunitária do Jaboti aconteceram por meio da Fortaleza, marca de biscoitos, massas e torradas, que entregou um total de 21,3 toneladas de alimentos, equivalente a R$ 119.819,43. No Distrito Federal, Fortaleza doou ainda 28,3 toneladas de alimentos para o SESC, somando R$ 187.421,73 em doações.

A Associação de Moradores e Amigos do Morro Faz, a Associação dos Moradores do Parque Licur e o Instituto Nacional de Desenvolvimento Humano, no Rio de Janeiro, receberam 19,9 toneladas de alimentos, equivalente a R$ 127.432,78. A Piraquê, marca de massas, biscoitos e torradas, representou a maior parte das doações.

Na região Sul do País, por meio da marca de massas, biscoitos e torradas Isabela, foram doadas 5,9 toneladas de alimentos, que somaram R$ 52.440,25 para o SESC, para o Lar São Roque e para o Lar da Caridade no Rio Grande do Sul. Em Santa Catarina, o SESC também recebeu alimentos, equivalente a R$ 24.427,74 e no Paraná, o SESC contou com 9,8 toneladas, contabilizando mais de R$89 mil em alimentos.

Em São Paulo, a Adria, marca de massas, biscoitos e torradas da M. Dias Branco, doou 74,5 toneladas de alimentos para a Associação Remar do Brasil e para o SESC, somando R$ 667.057,26 em contribuição social.

 

Tags: